DICAS DE FILMES

O Globo de Ouro passou… o Oscar passou (lixo) mas ainda há esperança!!!

Assisti alguns filmes  esse mês e escolhi 3 para comentar com vocês:

1° Precisamos falar sobre o Kevin: O filme pode não ter sido totalmente igual ao livro… mas não deixa de ser o melhor filme do ano (na minha opinião). Tilda está simplesmente maravilhosa no papel da mãe sem vocação.

O filme gira em torno das lembranças de Eva. Lembranças felizes antes do nascimento de Kevin. De como ela gostava de sorrir e se divertir.  De como ela costumava ter o controle das coisas e de repente não saber mais sequer o q fazer. Fala sobre a culpa que ela sente em ter criado um pequeno monstro e como a sua vida se torna decadente.  Mostra duas realidades: uma Eva bem relacionada e profissionalmente bem sucedida e uma Eva rejeitada por quase todos onde a maior alegria que teve em 2 anos foi o trabalho que conseguiu como datilógrafa

Filme ótimo, atores perfeitos, edição, trilha… tudo nota 10.

Recomendo muito!!!

2° A Dama de Ferro: É perturbador imaginar como uma pessoa tão ativa e independente pode vir a se tornar tão frágil. Margaret Thatcher foi símbolo dessa mulher forte. Mas nem ela foi capaz de envelhecer com lucidez! O filme mostra a mais que perfeita Meryl Streep, num de seus melhores papeis no cinema.

As pessoas costumam confundir caracterização com interpretação. Já vi vários amigos abrirem a boca e dizer: “nossa o ator fulano de tal estava igualzinho. Que filme bom!!”(é nessa hora que eu desejo matar meus amigos…) No caso desse filme a caracterização nem passou perto, mas Meryl estava perfeita.

Vou ser sincera e dizer que em alguns momentos o filme se torna muito pesado e um tanto cansativo, mas devo dizer também q vale a pena esperar até o final.

Filme bom, atores perfeitos. Filme 10.

 

3° Os Descendentes: Ahh gente!!! Que filme bom! Adoro os filmes com George Clooney. Ele tem o borogodó. Ele consegue fazer a gente amar até o mais traído dos homens.

O filme fala sobre traição de sua mulher e da busca que ele faz para encontrar o “outro” antes que ela morra. É como se ele quisesse realizar um ultimo desejo para sua esposa. Durante essa busca o seu relacionamento com suas filhas se torna muito mais próximo e outras questões sobre vida, morte e moralidade acabam por se desenrolar.

Ele interpreta o típico homem que dá mais atenção ao trabalho do que a família. Depois que sua mulher sofre um acidente e ele tem que cuidar das filhas, Clooney acaba percebendo que sua família não é nem um pouco perfeita e que ele não conhece mulher e filhas tão bem como achava q conhecia.

Filme ótimo, atores ótimos, humor requintado (muito). Tudo nota 10